Browse Month: fevereiro 2019

7 cursos para quem gosta de tecnologia

Parece fácil, mas achar a graduação correta para os amantes da tecnologia, nos dias hoje, pode ser uma difícil missão…

Mas estamos aqui para isso: ajudar você a escolher os nossos principais 7 cursos para quem gosta de tecnologia!

Tudo adequado às suas aptidões, claro. E, por que não, ganhar dinheiro?

Você não é o único, e a concorrência é sempre cada vez maior. Então, nosso artigo vai livrar você dos menos preparados, ajudando-o a deixar para trás muitos concorrentes…

Apesar dos gastos (inevitáveis), aqui você aprende por você mesmo a descobrir seu potencial!

O que importa

Além de acertar na escolha, com nossos 7 cursos para quem gosta de tecnologia, o rumo da sua vida será certo e terá tarefa fácil quando o seu gosto pessoal se tornar a grande arma para ser uma estratégia importante dentro de como aprender a estudar!

Vem conosco para aprender isso tudo! Qual seu rumo?

Análise e desenvolvimento de sistemas

Entre os 7 cursos para quem gosta de tecnologia, um dos favoritos é o mercado de TI (Tecnologia da Informação), onde você criará soluções computacionais para vários problemas relacionados ao setor.

Assim, aqui você vai se preparar para projetar, elaborar e testar sistemas informatizados em sua plenitude!

Com o tempo médio de dois e três anos, sua grade curricular vai te ajudar a abordar conteúdos relacionados às áreas de lógica de programação, matemática, banco de dados e redes, para variar!

A ciência da computação

Garanta o título de bacharel nesta fase e, em quatro anos, seu curso lhe dará ênfase no meio computacional!

Aqui, os graduados aprendem as habilidades de identificar soluções para problemas computacionais e identificar as necessidades dos usuários.

A partir daí, você poderá criar, planejar, elaborar e principalmente implantar suas novas tecnologias a serviço da empresa. Isso inclui softwares e novos aplicativos. 

A inteligência artificial

Interessante para o mundo! Imagine você nessa área? Saiba que todo profissional atua em empresas de diferentes áreas, como os setores de planejamento, tecnologia e consultoria…

Aqui, sua graduação apresentar as melhores formações interdisciplinares, ainda mais sobre os aprendizados sobre a tomada correta de decisões

Pois, desde sua coleta à análise e o gerenciamento de dados, você precisa ter a capacidade de explorar informações extras sobre os prováveis dados em combinação com a inteligência artificial.

Delícia para quem quer passar por apenas dois ou três anos de formação.

Engenharia de Software

Entre os 7 cursos para quem gosta de tecnologia, certamente esse também é uma ótima opção para você!

Com aquisição desse bacharelado, você pode estudar para o mercado de manutenção, gerência e teste de diversos softwares.

Suas áreas seriam requisitos, projetos, processos e construção de softwares diferentes. Tudo aliado às novas computações gráficas, linguagens de programação, cálculo diversos e até aos algoritmos vitais à grande demanda mundial!

Jogos digitais 

Quem nunca? A paixão por jogos eletrônicos entra em cena! Aqui o título pode ser de tecnólogo, mas a função é plena!

Você pode ser o cara da área de jogos, com uma base sólida de formação e que vai permitir a você inovar no cenário nacional (ou internacional) de jogos eletrônicos!

Para tablets, computadores ou smartphones, de uma startup seu trabalho pode ganhar o mundo pela sua qualificação!

Sistema de Informação

Softwares, sites e até a gerência da tecnologia da informação de empresas são vitais nas mãos desses profissionais!

Gosta de matemática, redes e algoritmos? O mercado precisa de gente qualificada para isso!

A internet

Claro que um especialista em tecnologia precisa manter a internet sob seus conhecimentos!

Aqui sua graduação garante um profissional apto a projetar, elaborar, desenvolver e testar portais, sites e redes!

Assim, se você saber o que quer e nos acompanhou até agora, o mercado de trabalho está a seus pés se você for muito profissional!

Seguro Viagem: Quando o seguro viagem é obrigatório?

Para muitos viajar é uma das melhores coisas da vida. É sempre incrível poder conhecer outras culturas, novas paisagens, conhecer pessoas e ainda poder curtir um lugar diferente e relaxante. Mas, antes de viajar é importante tomar algumas decisões para que não se corra o risco de estragar a tão desejada viagem e o seguro viagem é uma delas.

O seguro viagem é indispensável para ingressar em alguns países e sabendo disso, preparamos um post para te mostrar em quais países e quando o seguro viagem é obrigatório. Então, veja!

O tratado de Schengen

Os países europeus são os que mais exigem a aquisição do seguro viagem como item obrigatório para a entrada de estrangeiros, isso porque a maioria dos países europeus fazem parte do tratado de Schengen.

O tratado de Schengen foi desenvolvido com o objetivo de facilitar a livre circulação de cidadãos europeus entre os países acordados. Mas desde 2012, os brasileiros também se beneficiam deste tratado, que exclui a obrigatoriedade do visto para quem visitar o país por um período de até 3 meses. Contudo, a contratação de um seguro viagem com cobertura mínima no valor de 30 mil euros para turistas é obrigatório.

O tratado de Schengen abrange a maioria dos países da união europeia, exceto Reino Unido e Irlanda, porém a Irlanda também exige o seguro viagem para ingressar no país.

Os países que fazem parte do tratado de Schengen são: Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, Franca, Grécia, Holanda, Hungria, Islândia, Itália, Letônia, Liechtenstein, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Polônia, Portugal, República Tcheca, Suécia e Suíça. Além destes, é importante se atentar a obrigatoriedade do seguro viagem para outros países da Europa que em breve também farão parte do tratado, como: Romênia, Bulgária, Croácia e Chipre.

Outros países que exigem o seguro viagem

Além de países que fazem parte do tratado de Schengen, há outros que também exigem o seguro viagem como regra para entrar no país.

Na América Latina por exemplo, os únicos países onde o seguro viagem é obrigatório são Venezuela e Cuba.

Para intercâmbios na Austrália o seguro viagem também é obrigatório, o governo australiano exige a aquisição do Overseas Student Health Cover (OSHC), e com isso o estudante terá direito a utilizar o que seria o sistema único de saúde (SUS) do país.

Os Estados Unidos não exigem a aquisição do seguro obrigatório, porém o custo com saúde no país é exorbitante. Quebrar uma perna, por exemplo, pode lhe custar por volta de 20 mil dólares. Portanto, se você vai visitar a terra do tio Sam, faça um seguro viagem. É melhor não arriscar!

Vantagens de contratar o seguro viagem

As vantagens são muitas. Os preços são acessíveis e se tornam baixíssimos para tamanha segurança que o seguro viagem proporciona.

A contratação de um seguro viagem pode evitar muitas dores de cabeça. Mesmo em países onde não é obrigatório, o seguro viagem é recomendável, pois os preços com despesas médicas na maioria dos países do exterior são mesmo altos como já citamos acima. Por isso, não arrisque sua saúde e de sua família. Contrate um seguro viagem de confiança e tenha uma boa viagem.

Cotação de plano de saúde: 3 Sites para cotar plano de saúde

Os planos de saúde, mesmo com suas deficiências, ainda são as melhores opções para quem quer uma maior comodidade em atendimentos médicos e laboratoriais. Também garantem segurança em casos de acidentes fornecendo um ambiente mais adequado para possíveis internações, diferentes de algumas unidades superlotadas da rede pública.

As opções são variadas, alternando entre adesões individuais e coletivas, com diferentes corporações, e por diversas opções de unidades e espaços de internamento. A cotação de plano de saúde é uma boa opção para se avaliar um plano antes mesmo de contratá-lo. Veja a lista abaixo de 3 sites para uma boa cotação de plano de saúde:

1 – OK Plano de Saúde

O OK Plano de Saúde é um site com um ótimo layout que oferece mais de 180 informações sobre empresas do ramo, dentre elas o Amil, Bradesco Saúde, Unimed e SulAmérica. O catálogo é recente com textos escritos a partir de julho do ano passado. Na cotação de plano de saúde é importante que você se atente a detalhes atualizados que os planos fazem para crescer e manter sua jurisprudência.

Em cada postagem há um link para a página Plano de saúde. Nesse site você coloca seus dados, o site envia à um consultor, e em até 24h o mesmo retorna uma resposta com propostas para que você analise qual melhor se encaixa com suas necessidades e orçamentos. A cotação de plano de saúde assim fica bem mais prática. O site ainda apresenta uma variedade de operadoras, então, não se preocupe, a chance de você não encontrar o plano que estava nos seus objetivos, é mínima.

2 – SaúdeSite

A cotação de plano de saúde pelo SáudeSite oferece uma série de opções a mais: quase 250 textos sobre os planos de saúde, vantagens, dicas na contratação e até mesmo como funciona o pagamento de alguns profissionais de saúde que se cooperam à empresa. É um espaço fundamental para quem vai contratar pela primeira vez já que oferece um conteúdo muito válido para que a escolha seja a mais proveitosa possível.

Se você quiser ler apenas as postagens referentes às operadoras, basta clicar no atalho da barra superior. Clicando em qualquer um dos textos informativos, você rapidamente visualiza um botão azul para realizar a cotação de plano de saúde. Assim o site redireciona o cliente para a mesma página de cotação referida logo anteriormente.

3 – Amil Planos de Saúde

Como é de se esperar pela URL do site, esse, por sua vez, é recheado com textos temáticos mais específicos aos recursos que o Amil traz ao cliente. Em alguns posts você encontra com detalhes cada tipo de plano.

Na aba superior você pode clicar em categorias para filtrar os textos. Assim você pode selecionar apenas os textos referentes a Amil, como pode visualizar os textos sobre todos os planos de saúde em geral.

Quanto à cotação de plano de saúde, essa página não apresenta um link específico como as anteriores, porém cita o passo-a-passo de como fazer a cotação nas páginas que oferecem o serviço.

  • 1
  • 2